E Ana se demorou perante o Senhor!

“Demorando-se Ana no orar perante o SENHOR, passou Eli a observar-lhe o movimento dos lábios” 1 Sm 1.12.

Uma das minhas passagens favoritas é a passagem de Ana em oração no templo pedindo a Deus um filho. Naquela época Israel vivia o tempo dos Juízes. Era uma época escura, de muito pecado e pouca luz espiritual. E o Senhor precisava de vasos. Ana parece perceber a “necessidade” do Senhor e lhe promete, que caso ele desse um filho a ela, ela o devolveria a Deus.

Mas no meio da sua tão conhecida a oração, nota-se detalhes maravilhosos. No verso 12 lemos que Ana se demorou em oração. “Demorando-se ela…”. Que expressão maravilhosa. Como a Bíblia é rica em detalhes. Cada palavrinha diz tanto! Ela se demorou em oração. Ela pediu insistentemente e por muito tempo. Não sei dizer qual foi o tempo, se foi 1, 2 ou 3 horas…mas foi muito tempo, pois assim o Espírito Santo nos diz. Ela provavelmente repetiu sua petição diversas vezes, apresentou o seu caso e chorou amargamente (v10). Por quanto tempo temos orado? Por quanto tempo temos insistido em oração perante o Senhor? Nossa oração é breve ou é persistente? Esperamos resultados rápidos, como se Deus fosse um microondas, ou perseveramos com persistência? Nós nos abrimos ao senhor durante a oração ou simplesmente oramos tão rápido que não dá tempo de nos abrirmos? Nossos olhos estão secos ou as lágrimas os lavam?

Mas o versículo diz mais… Ele também nos diz qual foi o lugar no qual Ana se demorou: “Demorando-se no orar perante o Senhor”. Ela estava diante do Senhor. Diante da sua face. Ali é o melhor lugar pra se demorar e continuar em oração.

Não é perdido o tempo que passamos diante de sua face, em conferência com Ele, importunando-o, batendo em sua porta e clamando pela sua graça. Contemplando o seu rosto, estando diante da sua presença. Esse é um tempo ganho, um tempo economizado. O sacerdote do antigo testamento entrava diante da arca da glória de Deus muito raramente. Nós temos acesso a essa glória em todo tempo. Que usemos esse acesso e nos demoremos diante da face do Senhor.

Onde nós nos demoramos? No celular? Nas redes sociais? Na academia? No trabalho? No futebol? Na Netflix? Ou perante o Senhor? Que Deus nos ajude a orar mais. A gastar mais tempo diante dele. A orar mais vezes e por mais tempo. E quando orarmos, que Ele nos ajude a lembrar que estamos diante da sua face. Não é qualquer lugar. É diante do seu rosto amoroso que estamos. Esse é o único lugar na terra que podemos ser 100% verdadeiros, só ali, podemos ser nós mesmos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *