Você tem fome de quê?

Vamos falar sobre comida e alimentação? Vamos conversar sobre esse tema que tem deixado muita gente fora de controle.

Li recentemente um artigo de um nutricionista que dizia que atualmente as pessoas adoecem não por falta de alimento, mas por excesso de alimento. E além do excesso, porque temos acesso a muita oferta, temos outro agravante que é o excesso de oferta de alimentos que não são alimentos de verdade, ou alimentos que não nutrem eficazmente nosso sistema físico. 

Ah, e também descobrimos que o que comemos afeta diretamente nosso cérebro. Pois é, vivemos nesse tempo com tanto alimento disponível para certas populações e escasso para outra parte do mundo.

Mas toda essa conversa é para nos lembrar que ainda estamos do lado de cá, onde a Queda corrompeu o ser humano, seus desejos, seu corpo, sua mente, tudo em nós está corrompido, e esse é o ponto principal de nossos desequilíbrios alimentares.

Pensando em colocar alguma ordem nesse caos alimentício vou apresentar 3 livros, escritos por cristãos, com conteúdo importante sobre alimentação. Não são livros de dietas, seus conteúdos vão nos ajudar a enxergar o plano perfeito de Deus para nossa alimentação, mas lembre-se: teremos corpos gloriosos somente em um momento determinado por Deus. Então tratemos de nos adaptar a nos alimentarmos de forma que honre nosso Criador e que nos liberte de idolatrias e de disfunções pecaminosas às quais somos tentadas todos os dias.

 

1. A filosofia cristã na alimentaçãode Peter Brange, Editora Monergismo

O livro foi escrito originalmente em 2012, mas como ele trata da filosofia da alimentação e não de alimentos, dificilmente seu conteúdo ficará ultrapassado.

O conteúdo está divido em introdução, 5 capítulos e conclusão. Tem 82 páginas, é rico em cosmovisão cristã sobre alimentação.

“O que há de tão importante na alimentação? É realmente um tema digno de tanta atenção? No nível mais básico podemos ver que, embora façamos nossa comida a comida também nos faz. Você não pode escapar da alimentação, É uma das necessidades básicas da sobrevivência; existem poucas coisas mais integradas à nossa vida.”

O autor se preocupou em buscar na Palavra de Deus, do Antigo ao Novo Testamento as bases bíblicas para a mordomia do corpo, nossa responsabilidade em cuidarmos de nós mesmos inclusive pela forma como nos alimentamos. Então os capítulos serão divididos em uma área na qual a alimentação está ligada. Alimentação e saúde, alimentação e cultura, alimentação e economia, alimentação e criação. 

O capítulo que eu particularmente apreciei bastante foi o de cultura. É impressionante como toda a nossa vida gira em torno de rituais que envolvem alimentos, como celebrações, adoração, recordação, lamento, alegria, comunhão, entre outras coisas. 

O resultado de reflexões que você fará sobre a sua responsabilidade de cuidar de sua alimentação como parte integral de sua vida cristã vai influenciar sua forma de pensar sobre alimentação, e até mesmo fazer você transformar sua alimentação em algo que dê honra a Deus. 

Peter finaliza o livro com um versículo bem conhecido por nós:

Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus. 1 Coríntios 10.31

 

2. Amo comer! Odeio comer! Rompendo com a escravidão dos hábitos alimentares, de Elyse Fitzpatrick, Editora Peregrino

Elyse é uma reconhecida conselheira bíblica, escritora, palestrante e discipuladora. Temos muitos materiais dela traduzidos para a Língua Portuguesa.

Elyse abre o livro com uma bendita palavra de esperança para aquelas pessoas que estão sobre a tirania da má alimentação: Você pode mudar e nossa esperança está em Deus. 

A vida é mais do que alimento. (Lucas 12.23)

O livro não é pequeno, tem mais de 250 páginas, está dividido em 3  partes, mais os Passos práticos para estudos adicionais, contém ainda Guia de estudos e vários apêndices com tabelas que podem auxiliar na disciplina para uma vida transformada. 

Apesar de Elyse pegar em nossa mão para uma caminhada de vida nova com alimentação nova, recomendo demais que você encontre alguém para fazer essa leitura com você e que você preste contas de sua alimentação para alguém enquanto está empenhada em mudanças. 

As 3 partes do livro têm uma divisão bastante didática para a mudança: 1. Você pode ter esperança – Deus; 2. Compreendendo quem você é; 3. Adotando os métodos de mudança. 

A autora vai tocar em pontos importantes para a mudança de hábitos alimentares, e, sim, ela vai falar dos ídolos de seu coração – sinto muito, mas dói!

 

3. Comer para a glória de Deus, de Larissa Ferraro, Nutra Publicações

Larissa é brasileira, também é uma conselheira bíblica, é coordenadora de cursos de aconselhamento bíblico, escritora, palestrante, supervisora de programas de aconselhamento. 

O conteúdo desse livro, embora escrito também por uma conselheira bíblica, é um pouco diferente do livro de Elyse. Larissa dividiu o livro de um pouco mais de 120 páginas em duas partes. Na primeira parte ela aborda o problema da alimentação, aponta 18 sinais de que sua alimentação e cuidados com o corpo estão no lugar errado em seu coração (e voltamos aos ídolos, Deus nos dê graça!). 

A autora aponta os muitos distúrbios conhecidos (e “etiquetados”) na área da alimentação. Esse capítulo é bastante útil para conhecermos e identificarmos dificuldades que alguém próximo a nós pode estar passando e estender alguma ajuda.

Na parte 2, Larissa, vai desvendando na Palavra de Deus como a mudança acontece.

O livro tem a cada capítulo guias de estudo com perguntas, além de diagramas que ilustram de forma didática como nosso coração funciona.

A conclusão é especial com uma citação de C.S. Lewis mostrando como o inimigo de nossas almas usa a alimentação como uma arma contra nosso bem.

Essa leitura embora seja direcionada para o leitor cristão comum, é bastante indicado para conselheiros bíblicos.

 

Espero que você possa aproveitar de umas dessas leituras para ter uma nova cosmovisão da alimentação da forma que Deus quer e que isso te impulsione e te dê esperança de que mudanças nessa área são possíveis.

Avante, ovelha!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *