Saúde espiritual | Examine seus sinais vitais

Os sinais vitais descrevem a performance das funções corporais básicas, que podem ser influenciadas por uma série de doenças, anormalidades internas ou externas. Além disso, existem os exames de rotina que sinalizam importantes dados sobre nosso organismo e nossa saúde.

Ter saúde é uma grande bênção! Com o corpo saudável, temos mais força para trabalhar, servir aos outros (e a Deus) e podemos desfrutar melhor da vida. 

Você é grata a Deus pela sua saúde? Convido você a fazer alguns exames que vão te auxiliar na investigação de possíveis alterações (e no tratamento) de algo que não está saudável. Vamos para um check up de sua saúde espiritual?

Seus olhos, sua visão

O que você tem visto, especialmente nas redes sociais? O conteúdo tem te levado a pecar, seja cobiçando, invejando o que o outro tem ou é? É necessário, como Jó, fazer uma “aliança com seus olhos” (Jó 31.1a), orando a Deus e pedindo diariamente:

“Desvenda os meus olhos para que eu contemple as maravilhas da tua lei”. Salmo 119.18

E fugir da impureza (cf. 1Co 6.18 a).

Seus ouvidos, sua audição

Você tem ouvido a voz legítima, por meio das palavras de vida? O que você tem escutado? Tem ouvido conselhos de pessoas que te aproximam de Deus? Quais são suas verdadeiras amizades? Elas te aproximam ou te afastam de Deus?

Filho meu, atenta para as minhas palavras; aos meus ensinamentos inclina os ouvidos. Não os deixes apartar-se dos teus olhos; guarda-os no mais íntimo do teu coração. Porque são vida para quem os acha e saúde, para o seu corpo. (Provérbios 4.20-22).

“A tua palavra é a verdade desde o princípio…” (Sl 119.160a).

Seus pés

Por onde você tem andado? Seja fisicamente ou mesmo virtualmente?

Salomão instrui-nos: 

“Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal” (Pv 4.27).

Use seus pés com o melhor propósito: 

“Que formosos são sobre os montes os pés do que anuncia as boas-novas, que faz ouvir a paz, que anuncia coisas boas, que faz ouvir a salvação”. (Is 52.7).

Suas mãos

Você tem servido às pessoas? 

“Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças” (Ec 9.10a). 

E os seus reflexos? Como você tem reagido diante das circunstâncias? Faça uma avaliação honesta, e o diagnóstico não vai falhar, não vai ser falso, sabe por quê?

Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração. Hb 4.12 

Esse é o melhor instrumento para o exame.

Sua boca

Que palavras você tem proferido? E de que forma tem sido sua comunicação?

“…porque a boca fala do que está cheio o coração”. Mt 12.34 

Com a boca nós devemos louvar a Deus e falar, somente quando vamos edificar – e não destruir o outro. Ef 4.29 

Se você ouvir suas próprias palavras, qual será o diagnóstico?

Palavras agradáveis são como favo de mel: doces para a alma e medicina para o corpo. Provérbios 16.24

Seu corpo

Você está sendo assediada por um padrão de beleza que está contrário à vontade de Deus, que tem te levado a um descontentamento?  É fato que precisamos cuidar do nosso corpo. Atividade física, sono e alimentação são essenciais para que cuidemos do corpo que Deus nos deu. O perigo é quando isso se torna uma escravidão.

Esses cuidados também estão relacionados ao nosso coração. Como sempre, os extremos não são positivos: O comer exageradamente X o ser desesperadamente saudável; o sedentarismo X a obsessão pelo exercício; a preguiça X excesso de trabalho. Para ter saúde, é necessário o equilíbrio.

“Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia; mas de poder, amor e moderação (equilíbrio)(2 Timóteo 1.7, parênteses da autora).

“Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.” 1 Coríntios 6.20

Frequência cardíaca 

E o seu coração, como está? O que ele diz a você?

A Bíblia fala que nosso coração tem uma doença:

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?” (Jeremias 17.9).

A resposta está no v.10:

Eu, o Senhor, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos; e isto, para dar a cada uma segundo o seu proceder, segundo o fruto das suas ações” (Jeremias 17.10).

Jesus, o Médico dos médicos, faz uma lista sombria dos sintomas dessa doença: “Porque do coração procedem maus desígnios (pensamentos), homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias” (Mt 15.19, parênteses da autora). 

Mas, em sua palavra, Salomão nos instrui:

Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal; será isto saúde para o teu corpo e refrigério, para os teus ossos.” (Provérbios 3.7-8). 

e nos vv. 5 e 6 ele diz: 

“Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes (apoie) no teu próprio entendimento; reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as suas veredas.” (parênteses da autora).

Gosto de pensar na imagem do estribo, que é usado para apoiar todo o peso do nosso corpo quando vamos montar no cavalo. “Não te estribes no teu próprio entendimento” é quando deixamos de confiar em Deus e confiamos no nosso coração. Deus é o Autor da vida; ele escreveu e determinou cada um dos nossos dias (Sl 139.16).

No v.6, “reconhece-o em todos os seus caminhos”: requer intimidade. Apenas reconhecemos o que já temos um conhecimento anterior. É necessário investir nesse conhecimento diário, buscando o seu Reino e a sua justiça, e todas as outras coisas serão acrescentadas (Mt 6.33). Em que área você está precisando reconhecer Deus?

E finaliza (v.6) “… e ele endireitará as suas veredas”. Não há a promessa de que teremos caminhos fáceis, sem doenças; mas, se o reconhecermos, ele nos guiará na caminhada com segurança, porque ele é imutável, não é inconstante; é o Deus fiel.

“O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios, vem do Senhor.” (Provérbios 16.3).

Como você tem vivido sua vida espiritual: saudável ou debilitada?

Querida irmã, precisamos cuidar da nossa saúde física sim, sempre tendo em mente que “…nele vivemos e nos movemos e existimos” (At 17.28), que sem ele, nada podemos fazer (Jo 15.5). 

Para a boa saúde espiritual tenha disciplina para conhecer mais a Deus, o Criador e Autor da vida. Ouça o que ele diz (pela Palavra), fale com ele (oração) e não deixe de estar em comunhão com os irmãos, comprados pelo sangue do Cordeiro (comunhão). Isso é ter saúde espiritual.

Não sei qual o seu estado de saúde hoje, mas mesmo que exames constatem alterações, independente da circunstância ou diagnóstico, renove sua mente em Cristo (Rm 12.2), lembrando que sua alma está “guardada pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo” (1Pe 1.5).

Sua saúde emocional

Muito poderíamos falar sobre esse aspecto. 

“O coração alegre é bom remédio, mas o espírito abatido faz secar os ossos.” (Provérbios 17.22).

Somos seres criados por Deus e temos lutas árduas. Jesus avisou que “no mundo teremos aflições”, mas continuou dizendo para termos bom ânimo porque Ele venceu o mundo. (Jo 16.33). 

Aproprie-se de tudo que ele deixou revelado sobre ele mesmo, na Bíblia, lembrando que temos recomendações preciosas para uma vida cheia de saúde, em todas as áreas da nossa vida. 

“Visto como, pelo seu divino poder, nos têm sido doadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude” (2 Pedro 1.3).

“Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia, eu me alegro no Senhor, exulto no Deus da minha salvação.” (Habacuque 3.17-18). 

Ainda que… (você pode completar aqui), você pode erguer os olhos para o Senhor e se alegrar nele. 

 

Saúde!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *