Quietude

O mundo inteiro tem se atentado para importância de quietude. Recentemente li uma fala de uma cantora famosa sobre isso e vi um livro secular sendo vendido sobre o tema na Amazon. Nosso mundo está cansado de tantos ruídos, barulhos, atividades e informações. A internet faz tudo se tornar urgente e enche nossa mente de lixo virtual (quantos vídeos curtos assistimos por dia?). Estamos cansados de tanto ruído, precisamos ficar quietos. São tantas vozes que vem até nós. E nós só queremos um pouquinho de sossego.

Além do excesso de informação e de barulho (seja sonoro ou virtual), outro fator nos tira a quietude: as frustrações e tribulações. Quem de nós não passa por problemas? Quem de nós não luta contra descontentamentos? Quantas expectativas expectativas frustradas não carregamos? Remorsos, mágoas e dores. Quantas situações que nos ferem!

Onde está Deus em um mundo assim? Um mundo tão perigoso, muito ruidoso e de muitas lutas e preocupações. É possível mesmo vivermos em quietude em face de tantos obstáculos?

Há um versículo especial e muito belo sobre isso nas escrituras. Ele diz “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra” Sl 46.10.

Repito a primeira parte do versículo: “Aquietai-vos”. Vejo aqui uma ordem do Senhor. É como se Ele dissesse: “Se aquiete. Se retire um pouco do mundo virtual. Tire um tempo para estar comigo. Faça calar um pouco a voz de seus sonhos ou sofrimentos para me ouvir”.

Deus conhece nossa estrutura psicológica. Ele sabe que não somos capazes de suportar muitos ruídos e ansiedades. Ele sabe que isso nos fará mal. Então ele nos ordena a nós aquietarmos para nosso bem.

Mas eu vejo mais que uma ordem nesse versículo. Vejo também um lembrete ou uma informação do Senhor. Se lermos o restante da frase veremos que é como se o Senhor nos dissesse: “Você não precisa ficar tão ansioso. Você não precisa se distrair com tantos ruídos. Eu Sou Deus. Eu sou exaltado. Sou soberano sobre as nações e sobre toda terra”.

Aqui está a diferença entre a quietude cristã e a quietude do mundo. O mundo fala de quietude nos incentivando a não pensar em nada (como nas meditações orientais) ou a olharmos para nós mesmos (acredite em seu potencial, eles dizem). Mas as escrituras nos chamam a nos aquietarmos lembrando de Deus. Lembrando de sua soberania e que ele está exaltado sobre tudo. Lembrando de sua pessoa, sua glória, seu amor e do sacrifício de seu filho. É como se Deus dissesse “olhe para mim e se aquiete”.

Assim, a quietude cristã flui de Deus. Mas não sejamos ingênuos. Nós sabemos como é difícil fazer isso na prática. Busquemos então a Deus pedindo ajuda, em oração e por meio da leitura da sua palavra. Que Deus nos ajude a aquietar o nosso coração na presença dele!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *