Como não corrigir um irmão em Cristo

Existem maneiras corretas de corrigir outros crentes e maneiras erradas de corrigir outros crentes. Então, qual é a diferença? Romanos 14.13 diz: “Não nos julguemos mais uns aos outros; pelo contrário, tomai o propósito de não pordes tropeço ou escândalo ao vosso irmão.”. Aqui está John Piper explicando o significado deste ponto de um sermão de 2005.

“Tu, porém, por que julgas teu irmão ?” O termo julgar”, conforme o que acabei de ler em Romanos 14.10, pode significar duas coisas. 

Espírito de fraternidade

Primeiro, não critique seu irmão sem manifestar fortes afeições de amor fraternal. Você pode ver como estou dizendo isso porque estou deixando espaço para todos os textos que dizem para corrigir um ao outro, admoestar um ao outro, repreender um ao outro. Você tem que julgar se vai obedecer a Bíblia.

Mas este texto tem que significar algo quando diz: “Não nos julguemos,” e a primeira coisa que estou captando é da palavra irmão. Veja o destaque em “teu irmão”: “Por que você julga teu irmão?” Em outras palavras, tenha cuidado aqui para que, quando você se comprometer a fazer alguma correção, alguma admoestação, alguma repreensão, deixe a fraternidade estar em tudo – não um espírito de condenação.

Criamos uma palavra para essa coisa ruim: criticar. De onde veio essa palavra? Todo mundo sabe que existe um momento certo para corrigir alguém e dizer que está fazendo algo um pouco estúpido. E há uma maneira e um momento de fazer isso, um momento errado pode irritá-lo e o encher de amargura.

“Se você quer investir alguma energia emocional em conflito, lide consigo mesmo 99% do tempo.”

“Primeiro, tire a trave do seu próprio olho e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão” (Mateus 7:1-5). As traves nos olhos tornam-se um impedimento para agir como cirurgiões cuidadosos nos olhos de alguém. Você espanca as pessoas até a morte enquanto tem as traves penduradas em seus olhos. Consegue visualizar a imagem? Alguém lhe diz: “Desculpe-me, há um cisco em seu olho,” mas, em vez de ajudar, essa pessoa critica e ataca com a trave em seu próprio olho. Provavelmente, as pessoas estavam sorrindo quando Jesus usou essa parábola, mas acabaram se sentindo condenadas por suas próprias atitudes.

Portanto, creio que o primeiro significado de não julgar seu irmão é este: não critique seu irmão sem uma declaração manifesta de afeto fraterno. Se você não tem afeto fraterno, então você tem um  grande problema.

Aqui está o segundo significado. Acho que significa, além disso, não tratá-los como incrédulos. Não faça um julgamento final sobre eles. Não diga a um irmão, por causa de alguma coisa: “Você não pode ser cristão. Você não é cristão”.

Humildade e gentileza

Agora, aqui está o que eu acho que significa julgar/desprezar em Romanos 14.10, vou ler novamente: “Tu, porém, por que julgas teu irmão ??”. Entendo que significa: não trate seu irmão sem afeição fraternal. Você revira os olhos, estala a língua e vira a cabeça, e tudo na sua linguagem corporal é desdenhoso, depreciativo e desrespeitoso, e não há nada fraterno nisso.

E assim, acho que a palavra irmão em Romanos 14.10, repetida essas duas vezes, destina-se a despertar a afeição que suaviza, acalma e nutre qualquer correção que precisamos fazer um ao outro.

O comando é claro: não julgue; não despreze seus companheiros crentes, tratando-os como incrédulos ou criticando-os sem afeição fraternal. Em outras palavras, quando o julgamento for necessário, faça da maneira que Paulo disse para fazer em Gálatas 6.1–2. E faça da maneira que Jesus disse para fazer em Mateus 7.5. Deixe-me lê-los novamente.

Aqui está a forma como Paulo interpreta o comando de Jesus: “Irmãos, se alguém for pego em alguma transgressão” – então, há motivo para correção aqui. “Vós que sois espirituais” – e você pode pensar que ser espiritual te encherá de orgulho. Não é espiritual se encher de orgulho. Observe o efeito disso: “vós, que sois espirituais, corrigi-o com espírito de brandura; e guarda-te para que não sejas também tentado.” (Gálatas 6.1). Em outras palavras, cuide do trave em seu próprio olho.

E aqui estão as palavras de Jesus em Mateus 7.5: “Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão.”. Se você quiser investir alguma energia emocional no conflito, lide consigo mesmo 99% do tempo. Você pode salvar um casamento dessa maneira.

Todos Seremos Julgados

Vamos ao argumento. O argumento está na segunda metade do versículo 10, até o versículo 12. E vou ler com você. Eu estou começando.

“Tu, porém, por que julgas teu irmão? E tu, por que desprezas o teu? Pois todos compareceremos perante o tribunal de Deus. Como está escrito:  

Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua dará louvores a Deus.

Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus.”

“Cada pessoa se apresentará individualmente diante do Criador do universo e prestará contas.”

Ele diz duas vezes que seremos julgados: “Pois todos compareceremos perante o tribunal de Deus.”, e então ele diz novamente no versículo 12: “Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus.” E entre essas duas declarações vem a base delas no Antigo Testamento de Isaías 45.23: “Por mim mesmo tenho jurado; da minha boca saiu o que é justo, e a minha palavra não tornará atrás. Diante de mim se dobrará todo joelho, e jurará toda língua. ” Ele está captando cada coisa aqui.

O que ele está enfatizando nesses três versículos? Acho que ele está enfatizando as palavras: “todos”, “toda língua e joelho”, e “cada um de nós”.

  • Versículo 10: “Todos nós compareceremos perante o tribunal de Deus.” Sem exceções.
  • Versículo 11: “A mim se dobrará todo joelho, e toda língua confessará a Deus.”
  • Versículo 12: “Assim, pois, cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus”.

Então, você tem a palavra todos, as palavras todo joelho e toda língua, e você tem as palavras cada um de nós. Essas são as ênfases nessas três declarações. Isso significa que cada pessoa ao som da minha voz se apresentará individualmente diante do Criador do universo e prestará contas de sua vida. Pense muito nisso. Pense nisso quando for dormir à noite e pense nisso quando acordar de manhã.

Veja mais conteúdos gratuitos de John Piper e Desiring God – clique aqui.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *