Veja o que salvar alguns peixes e salvar o mundo tem em comum e o que tudo isso tem haver com seu natal…

alguns peixes salvos e a salvação do mundo, assim como a sua salvação, tem mais haver com o seu natal do que você imagina e eu te mostrarei o por quê…

alguns peixes salvos e o homem que virou peixe 

 

em um certo lugar com uma bela natureza e paisagem, um homem que caminhava por um bosque encontrou um rio. era um lindo rio, águas limpas, azuis, de tão limpa, conseguia-se ver o chão e os peixes nadando.

 

o homem começou a reparar os peixes nadando e percebeu que, na direção que eles iam, iniciava-se uma forte correnteza que os levaria para a queda de uma grande cachoeira. a cachoeira era realmente grande, como se fosse um abismo e era para esta direção que os peixes nadavam.

 

o homem então, compadecido com a situação dos peixinhos que não faziam a mínima ideia de que estavam nadando em direção a morte, pensou no que poderia fazer para  salvá-los. depois de algum tempo pensando, o homem decidiu simplesmente bater na água com o objetivo de assustar os peixes e fazê-los nada para a direção contrária.

 

ideia não muito boa do homem, os peixes, ao invés de nadarem para a direção contrária, se assustaram e se dispersaram, indo para o outro lado da margem do rio, mas ainda nadando na mesma direção.

 

vendo que a situação não funcionou, o homem pensou que poderia simplesmente tentar gritar, mas logo desistiu da ideia pois percebeu que, claramente, a ideia não funcionaria.

 

até que o homem teve uma ideia, essa que, de todas, parecia ser a melhor. ele pensou “e se eu me transformar em um pequeno peixe e avisá-los de que se continuarem nadando nesta direção eles morrerão?”, o homem gostou dessa ideia e decidiu executá-la.

 

assim, o homem se transformou em um peixe e começou a pregar diante dos peixes “mude a direção de seus caminhos, não nadem para lá, caso contrário morrerão”.

 

muitos peixes deram risada, outros zombaram do homem – que agora era um peixinho – mas ele não desistiu. ficou tão compadecido com a vida dos peixinhos que nadavam perdidos sem saber que estavam nadando em direção a morte, que recrutou mais alguns peixes que acreditaram no que ele disse para ajudá-los a pregar esta mensagem.

 

o peixe que era homem disse “estes peixinhos estão perdidos, mal sabem diferenciar suas nadadeiras esquerda da direita, não sabem diferenciar o bem do mal, precisamos salvá-los, estão indo na direção errada”.  

 

 

assim os outros peixinhos o ajudaram a pregar esta mensagem. alguns peixes creram e tomaram o caminho certo. estes, foram salvos por ouvirem e acreditarem na mensagem. outros peixes, infelizmente, não deram ouvidos, preferiram confiar em si mesmos e nadaram em direção a morte, no abismo da cachoeira.

 

história familiar

 

talvez você deva estar pensando que essa história é familiar para você, não é? 

 

pois bem, é porque ela é um pouco parecida com a seguinte…

 

alguns humanos salvos e o Deus que virou homem

 

um certo Deus, criador do céu e da terra, decidiu criar um ser a sua imagem e semelhança: o homem. este Deus, de forma empolgada criou o homem e sua mulher para governar sobre a terra e para ser, de fato a sua imagem.

 

contudo, o homem foi consumido pelo pecado, algo que é completamente oposto a natureza de Deus, e decidiu seguir sua vida sozinho, andar na direção que bem entendia. Deus, o Senhor, viu isso, se entristeceu pela atitude do homem, mas respeitou.

 

o problema é que o caminho que o homem decidiu seguir, estava o levando para a morte, mesmo sem ele perceber. quando saiu da vontade de Deus, o homem, assim como os peixinhos, ficou perdido, não sabia – e não sabe – diferenciar sua mão esquerda da direita, o bem do mal.

 

 

Deus então, sendo bom de uma forma inexplicável, traçou um plano, pois já sabia que se tentasse de outra forma o homem não o ouviria e não conseguiria voltar a ser o que fora criado para ser, um com Deus. O Senhor decidiu falar com seu Filho – que também é Deus – para que este fosse a terra, em forma de homem para anunciar o caminho de salvação, para mostrar aos homens que, se eles continuarem por este caminho, morrerão.

 

o Filho prontamente aceitou e veio a terra, não só para anunciar um caminho de salvação, mas para ser a própria salvação. aqueles que querem sair do caminho que leva a morte e ir ao caminho que leva a vida, só deveriam crer no que o Filho de Deus estava falando, reconhecer que Ele está certo e é o Senhor e segui-lo.

 

o problema foi que muitos não só deixaram de crer, mas criou-se uma resistência – armada pelo inimigo de Deus – contra o Filho. para salvar a todos, o Filho teria que, não só pregar a mensagem, mas seguir o caminho de morte, para que os outros homens que Ele veio salvar não precisassem morrer. assim o fez, mesmo sendo Deus, mesmo sem merecer, mesmo sendo perfeito, o Filho de Deus se entregou ao caminho de morte por amor a sua criação, para que assim, os homens não precisassem mais ir a morte, mas sim a Deus.

 

só que o Filho de Deus não ficou morto por muito tempo, apenas por 3 dias. logo depois Ele ressuscitou e voltou a ser o que era, um Deus glorioso que, agora, ajuda seus seguidores, na missão de falar a outros homens que eles estão indo no caminho errado e precisam seguir o Filho de Deus.

 

o filho de Deus voltará, mas antes, Ele espera que sua mensagem, aquela pela qual muitos morreram, aquela pela qual Ele se fez homem, seja espalhada a todos, no mundo inteiro. para que todos, ao menos, tenham a oportunidade de optar pelo caminho de salvação.

 

o seu natal e a salvação

 

Jesus Cristo é o Filho de Deus, Ele é a mensagem viva, a mensagem a qual muitos morreram, a mensagem viva a qual estou contando agora.

 

Ele sempre foi Deus, sempre existiu, no princípio Ele já era, hoje Ele é e no futuro ainda será.

 

mas mesmo em sua grandiosidade, Ele decidiu nos amar. o Senhor nos amou, de forma sem igual, a cruz foi a maior prova disso.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

João 3:16

 

sua morte nos trouxe vida, sua dor nos trouxe alegria e seu nascimento foi a melhor coisa que nos aconteceu. o nascimento de um menino, o menino Deus.

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.

Isaías 9:6

 

essa é a mensagem do natal, o nascimento do salvador do mundo, Ele é o Senhor.

 

e o que que o Papai Noel tem haver com essa história? bem, isso você verá no texto de amanhã. 

 

continue acompanhando a série e feliz natal!

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *